«

»

nov 15

Transferência na Terapia Cognitivo Comportalmental

Hoje o assunto é sobre a transferência, um assunto muito abordado e presente  nas teorias psicanalítica e psicodinâmica. Mas o que é friends-1027867__180transferência? Na psicoterapia, existe um fenômeno que ocorre, relacionado ao deslocamento de afetos ou comportamentos por parte do paciente para o terapeuta, chamado transferência. Esta reprodução pode ser negativa ou positiva e deriva das relações anteriores envolvendo figuras importantes, sendo principalmente os pais. O termo  “transferência”  deriva das  teorias psicanalítica e psicodinâmica,  cujo enfoque está na análise dos elementos inconscientes  e mecanismos de defesa, derivando sempre de uma figura importante do passado, cujo afeto é transferido para o terapeuta.  Mas e na TCC, este fenômeno também ocorre? A resposta é sim, porém a TCC enquadra a transferência dentro da sua teoria,  ou seja, o paciente pode através da repetição, reproduzir  na relação terapêutica seu modo de pensar, sentir e agir.
thought-1014406_960_720Em outras palavras o foco está nos pensamentos, crenças , emoções  e comportamento.  Por exemplo, se o paciente apresenta a crença “ tenho que estar no controle “, poderá ter acionada esta crença e reproduzida na relação terapêutica, neste caso, tentará controlar sua terapia . Além das crenças , os esquemas originados na infância a partir das necessidades emocionais atendidas ou não pelos pais, também são ativados . Exemplificando: se um paciente apresenta um esquema de abandono, poderá ter ativado pensamentos , sentimentos e comportamentos relacionados ao mesmo. A terapia será um espaço , capaz de proporcionar a ressignificação do esquema, neste caso,  o vínculo estável e seguro da relação terapêutica, proporciona uma experiência nova e positiva ao paciente.  images (34)Como o trabalho na TCC é colaborativo ( paciente e terapeuta trabalham juntos  ), o terapeuta precisa estar atento na identificação da transferência negativa, capaz de interferir na psicoterapia. Tanto a transferência negativa como a positiva, pode ser identificada por parte do terapeuta, através de seus próprios pensamentos automáticos e sentimentos em relação ao paciente, ou seja, a contratransferência.  A contratransferência acontece quando o paciente  ativa no terapeuta pensamentos automáticos.   É importante que o terapeuta  faça a  psicoeducação, ensinando  o paciente  no funcionamento e na identificação  da transferência e pensamentos automáticos produzidos,  para que ambos possam trabalhar juntos neste processo.  O paciente fica atento na repetição de seus pensamentos, crenças, esquemas e comportamentos  dentro da relação terapêutica, com o propósito de analise e correção a partir da utilização das técnicas cognitivas e comportamentais.

ψ Vanessa Ebeling – Psicóloga CRP 07/19327 ψ

Sharevar hupso_services_t=new Array(“Twitter”,”Facebook”,”Google Plus”,”Linkedin”,”StumbleUpon”,”Digg”,”Reddit”,”Bebo”,”Delicious”); var hupso_toolbar_size_t=”medium”;var hupso_url_t=””;var hupso_title_t=”Transferência na Terapia Cognitivo Comportalmental”;

movie Alien: Covenant download

Share